Emendas da vereadora Fernanda são debatidas na Secretaria de Assistência Social para melhoria do atendimento

Na manhã de hoje (22), a vereadora Fernanda Miranda (PSOL) e sua equipe estiveram em reunião com o Secretário de Assistência Social, José Olavo Passos, para tratar de diversas denúncias que o mandato recebeu sobre as filas formadas para atendimento ao CadÚnico. A reunião também teve o intuito de fiscalizar a aplicação das Emendas Impositivas destinadas pelo mandato à Secretaria de Assistência Social (SAS), no valor de R$90 mil reais para os CRAS e CREAs e R$ 45 mil reais para a implementação da Central de interpretação em LIBRAS no município.

As emendas serão destinadas para a melhoria da Secretaria, com ampliação dos cadastros e atendimentos. Sobre isso, a vereadora Fernanda coloca: “Os CRAS e CREAs são importantes mecanismos de vínculo entre o Poder Público e a comunidade. É sintomático que a Secretaria de Assistência Social (SAS) receba menos recursos do que necessita para atender e acolher a população mais vulnerabilizada.”

Na reunião, o Secretário informou que serão ofertadas 400 fichas a serem distribuídas ao longo do mês nos CRAS, por agendamento, 25 fichas por atendimento espontâneos e 5 prioritários. A ideia é que o sistema híbrido de atendimento desafogue as filas. Além disso, terá a abertura de um CRAS Centro, na Rua Benjamin Constant, onde também será implementada a Central de interpretação em LIBRAS.

Em conjunto com a mudança temporária da SAS para um local mais amplo, até que as obras de melhoria da Secretaria sejam concluídas, espera-se que todas essas ações adotadas diminuam as filas formadas na madrugada, que expõe a população, sobretudo as mulheres, que estão sujeitas a inúmeras violências, inclusive a institucional. “Esperamos que nossas Emendas possam diminuir a violência sofrida por tantas e tantos, sobretudo as mulheres, as mães solos, mães de PCDs, a quem o estado deixou à margem do acesso as políticas públicas” conclui a vereadora.

Na próxima sexta-feira (25), o mandato participará de uma reunião de formação de uma Comissão entre a SAS, SMED e Secretaria de Saúde, para que a Central de Interpretação de LIBRAS finalmente saia do papel, após anos de reivindicação e luta organizada da comunidade surda e do mandato na Câmara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s